Notícias

08/02/2018 11:36 portalpopline.com.br

Após criticar Taylor Swift, Quincy Jones revela lado obscuro de Michael Jackson em entrevista

Quincy Jones anda polêmico. Depois de criticar Taylor Swift, o vencedor de 28 Grammys concedeu uma nova entrevista, na qual revela um lado obscuro de Michael Jackson, pouco conhecido do público. O produtor, responsável por co-produzir os álbuns mais bem sucedidos do Rei do Pop, disse que o cantor podia ser bastante inescrupuloso quando queria.

“Eu odeio fazer isso publicamente, mas Michael roubou muita coisa. Ele roubou muitas músicas. ‘State of Independence’ [da Donna Summer] e ‘Billie Jean’. As notas não mentem, cara. Ele era maquiavélico”, Quincy declara na entrevista, “ganância, cara, ganância. Em ‘Don’t Stop ‘Til Yo Get Enought’, Greg Phillinganes escreveu a seção de teclado. Michael deveria lhe dar 10% dos rendimento da música. Mas não faria isso”.

Ouça “State of Independence”:

E “Billie Jean”:

Com a propriedade de quem trabalhou com Michael Jackson por mais tempo na vida, Quincy Jones conta também histórias pessoais envolvendo o cantor. Segundo ele, toda a neurose com as cirurgias plásticas eram mesmo resultado de seus problemas de autoestima decorrentes da relação com o pai, que o chamava de feio e abusou dele na infância. “Eu zoava ele por causa das plásticas. Ele sempre tentava justificar falando que era por uma doença que le tinha. Papo furado”, conta, “no fim, o problema de Michael era Propofol e esse problema afeta todo mundo, não importa se você é famoso”.


versão Normal Versão Normal Painel Administrativo Painel Administrativo